14 de Abril – Parque Nacional das Emas

O casal Grace Downey e Robert Ager fala sobre a experiência no Parque Nacional das Emas

A partir da Chapada dos Guimarães, iniciamos nossa longa jornada atravessando o país todo, passando por Goiás e Minas Gerais até o litoral. A primeira parada foi o Parque Nacional das Emas, onde além dos famosos pássaros gigantes, tínhamos grande expectativa de ver tamanduás.

Fomos primeiro até a cidade de Mineiros para saber mais sobre a visitação, mas tivemos dificuldades em conseguir informações e resolvemos seguir para a entrada do parque. Como já estava escurecendo e queríamos evitar dirigir a noite, achamos um lugar perto da estrada e fizemos camping selvagem.

chegada ao parque das Emas

Levantamos ao amanhecer e seguimos para o parque onde encontramos com o brigadista de plantão na portaria. Ele logo nos informou que o Renato (guia) morava ali próximo e que nos acompanharia, pois o Parque das Emas requer visitação com guia.

Ainda era cedo, por volta das oito, então praticamente “tiramos o Renato da cama”. Após conversarmos e negociarmos, iniciou-se nosso safári com o Snoopy. As seriemas foram as primeiras a se apresentarem, logo em seguida vimos alguns veados e tucanos, mas o tamanduá não queria aparecer.

fotos dos Veados e Tucanos avistados no Parque Nacional das Emas

Percorremos grande parte do parque, com vistas maravilhosas e ouvindo diversos causos contados pelo Renato, que já trabalha no parque há bastante tempo. Com binóculos a mão e a procura dos tamanduás, no final do dia avistamos um! Porém, ele foi tão rápido que mesmo indo atrás dele não conseguimos registrá-lo, mas valeu a experiência.

Jantamos com o Renato e sua família e acampamos por lá e a noite tivemos uma grande surpresa.  Estávamos dentro da barraca, devia ser por volta das onze da noite, e ouvimos barulhos lá fora, quando olhamos tinha um lobo guará perambulando por ali. Apesar de muito rápido conseguimos ver esse bicho incrível que queríamos muito ver.

Havíamos combinado de sair de madrugada para fazer mais um safári antes de partirmos, então levantamos às cinco da manhã e lá fomos nós, dessa vez para conhecer outra parte do parque. Apesar de não termos visto muitos animais, curtimos muito a paisagem e tranqüilidade do lugar.

Gostamos muito da nossa visita e agradecemos muito ao Renato e sua família pelo carinho que nos deram e a maneira em que nos receberam. Muito Obrigado. Voltaremos em outubro, quando dizem ter tamanduás para todo o lado . . .

Nossa próxima parada seria a Serra da Canastra e com nossa primeira visita!

Mesmo não vendo os tão esperados tamanduás a visita ao Parque Nacional da Emas foi muito gratificante para Grace e Robert, onde curtiram a tranqüilidade e paisagem do lugar.

 
Rua Augusto Ribeiro, n°20 - Campo Belo - São Paulo - Sp - Cep:04614-020 - Fone: 55 11 5021 3858

Desenvolvido por WebSocorro Internet & Multimidia