19 de Abril 2010 – Serra da Canastra

Acompanhe a chegada dos Aventureiros na Serra da Canastra , um lugar cheio de belezas naturais

Estávamos empolgados com a chegada da Chris, nossa primeira visitante. Após um longo dia na estrada nos encontramos no aeroporto, passamos no supermercado e seguimos para Serra da Canastra. Em nossa primeira noite juntos fizemos camping selvagem nas montanhas de Minas Gerais. Cozinhamos um bom jantar e ficamos batendo papo e tomando cerveja até bater o sono.

chegada na Serra da Canastra , Chirs e Grace no Jeep

No dia seguinte seguimos para São João Batista, uma das entradas do parque. O primeiro local que visitamos foi a Cachoeira do Fundão que é simplesmente maravilhosa! A estrada até ela é bem precária e em dia de chuva divertida e complicada, mas para nós e o Snoopy a encomenda foi boa sem chuva mesmo. Chegamos ao local onde deixamos o carro e seguimos por uma trilha de uma hora até a piscina natural e a queda de mais de 80 metros. Estava um calor absurdo, mas a água refrescava até demais de tão gelada, não dava para ficar muito tempo lá dentro não!

Cachoeira do Fundão, São João Batista

Quando voltamos à sede da fazenda a moça nos disse que tinha um tamanduá-bandeira ali perto. Não perdemos um segundo e fomos atrás dele morro acima . . .  Ficamos quase uma hora atrás dele curtindo o momento. Para nós que mal tínhamos visto o tamanduá nas Emas foi uma surpresa e tanto e até dissemos que a Chris estava nos trazendo sorte. Após essa adrenalina, seguimos o caminho de volta e cruzamos o parque até a saída, em São Roque de Minas, parando apenas na Garagem de Pedra e no Curral de Pedra bem no finalzinho de tarde.

Chegando a São Roque, demos uma rápida volta na cidade, comemos um PF e fomos para o camping onde capotamos. Passamos o dia seguinte percorrendo o parque novamente e no decorrer tivemos sorte e vimos vários carcarás, um tatu, diversos lagartos e dois tamanduás-bandeira!

Tamanduás avistados perto da sede da Fazenda

O primeiro que vimos foi de tarde, na beira da estrada no meio do capim, e dessa vez com filhote nas costas! Paramos o carro, largamos tudo e saímos atrás dele em mais uma missão. Era uma fêmea com filhote e conseguimos vê-la, mas mesmo carregando o filhote nas costas ela foi bem mais rápida que nós. O outro que vimos foi no final do dia, quase escurecendo, e para nossa surpresa, com filhote também! Foi demais!

Fora a vida selvagem, visitamos a nascente do Rio São Francisco e a cachoeira Casca D’Anta. Na parte alta, após uma leve caminhada até o mirante, demos um mergulho nas piscinas naturais para refrescar. De volta ao camping, jantamos um belo frango ao curry, especialidade do Rob e um prato típico do CYD. Estava uma delícia, a Chris que o diga!

No último dia de parque visitamos a Casca D’Anta pela parte baixa. A cachoeira tem mais de 200m e é impressionante, mas não dá para chegar muito perto, pois a água bate forte demais e as pedras são bem escorregadias.

Na saída, não podia faltar o queijo canastra, então passamos pela vila e após tudo resolvido seguimos para Ouro Preto.

Após a visita na cachoeira do Fundão finalmente conseguiram o que tanto esperava, e viram o tamanduá Bandeira e logo na seqüência visitaram a nascente do Rio São Francisco e a cachoeira Casca D’Anta pela parte baixa. Depois dessa experiência maravilhosa, seguem rumo a Ouro Preto.

 
Rua Augusto Ribeiro, n°20 - Campo Belo - São Paulo - Sp - Cep:04614-020 - Fone: 55 11 5021 3858

Desenvolvido por WebSocorro Internet & Multimidia